Destacar

4 dicas para se destacar nas plataformas!

Por Samy Ferreira.

Você é artista independente e sente que precisa alavancar seu trabalho nas plataformas digitais? Então hoje é pra você!

Não é novidade pra ninguém que estar na posição de artista independente no Brasil e no mundo requer trabalho e dedicação em dobro. Seja no processo de escrever, gravar ou lançar uma música, sem gravadora ou empresário, o artista independente precisa correr por si só (se tu é, tu bem sabe!). 

De acordo com a Global Music Report, atualmente as plataformas digitais representam 54% da receita de toda a indústria musical. Portanto é de extrema importância buscar desenvolvimento dentro dessas ferramentas que podem oferecer um amplo campo de oportunidades. 

Por isso separamos algumas dicas para você trilhar esse caminho direitinho e conseguir alcançar seus objetivos com mais facilidade e êxito:

1 – Defina seu nicho:
As plataformas digitais abrem portas para artistas independentes e isso é bom pra todo mundo. Ou seja, muitos outros artistas passam pela mesma porta e a concorrência acaba aumentando. Com isso, segmentar seu estilo musical é imprescindível para direcionar o alcance, se destacar e gerar engajamento com os fãs. Isso porque o algoritmo recomenda suas músicas para um público específico que aprecia tal gênero. E se as necessidades de consumo de música dessas pessoas são atendidas pelo artista, as plataformas o apresentam mais, gerando assim um ciclo que se alimenta. 

2 – Crie uma identidade visual:
Parece que não, mas essa dica faz toda a diferença. Quem nunca comprou um disco porque gostou muito da capa e encarte? No digital não é diferente. Criar uma estética pessoal, uma capa que converse com sua proposta, cores que te represente quanto artista alinhado com um conteúdo musical que faça sentido é uma combinação de sucesso para atrair atenções! Ser visto é ser ouvido!

3 – Esteja nas playlists:
Em terceiro lugar, uma das dicas mais faladas e bastante eficiente: as playlists! Como dito anteriormente, o algoritmo dessas plataformas recomendam artistas se baseando nas preferências dos usuários que ouvem estilos semelhantes, além de que, boa parte dos consumidores têm uma playlist ou possuem o hábito de ouvir uma todos os dias. 

Converse com donos de playlists com grandes números de acesso (e que se assemelham com seu gênero musical, claro!) para se inserir. Assim é gerada uma identificação e mais pessoas conhecem e gostam do seu trabalho. Há criadores de playlists que cobram por essa inserção, outros não. O importante é conversar e chegar a um consenso. Lembre-se: muitas vezes vale o investimento.

Outro caminho dentro desta mesma vertente é: Crie conteúdo. Crie suas próprias playlists e compartilhe nas redes sociais. Com atenção e cuidado: invista em bons temas, cuide da estética, crie uma boa descrição e coloque suas músicas autorais ali no meio, sem exagerar na autopromoção. Esteja lá! 

4 – Entenda o algoritmo!
Viu como o algoritmo marcou presença em grande parte de nossas dicas?

Pois é, compreendendo como esse algoritmo funciona, você entende também, em essência, o funcionamento das estratégias dentro das plataformas digitais e isso te coloca passos à frente de outros artistas. O algoritmo incorpora vários elementos para sugestão baseados nos comportamentos diversos de cada usuário. Sabendo disso é possível se posicionar de acordo e se aproximar de resultados almejados. 

Curtiu as dicas? Então, compartilhe o conteúdo e coloque em prática! Depois conte pra gente lá no Instagram @ragazzicomunicacao.

Que tal compartilhar?

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on linkedin
Share on google
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Que tal compartilhar?

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on linkedin
Share on google
Share on email